Meu herói

por eduardopmorris

Não vou falar do meu pai agora, na verdade o herói a qual me refiro, é um personagem de livro infantil.

Conheci esse personagem tão logo aprendi a ler e ele foi lançado, isso lá pelos 5 ou 6 anos de idade, não digo que foi meu primeiro livro que li, mas é o primeiro que lembro de ter lido. Talvez vocês até já saibam quem é esse personagem, afinal de contas, não tinha problemas com a letra R, nem com banho, e como eu era muito atentado e bagunceiro, só resta um personagem: O Menino Maluquinho.

Capa do Livro

Não lembro bem quem me deu este livro, minha mãe, meu pai, alguma tia ou a madrinha do meu irmão, mas o importante é que quem me deu deve ter pressentido que eu ia gostar MUITO daquele livro, MUITO!

Como tinha terminado de aprender a ler, lembro de ter achado o livro um pouco grosso demais, mas logo que abri e comecei a ler notei que embora grande, ele era praticamente feito pra crianças lerem, pois o texto que havia era muito bem ilustrado pelas imagens.

Não me identifiquei com todo o conteúdo do livro, afinal, ser goleiro em um jogo de futebol exigiria muito mais coordenação motora que eu tinha, ter várias namoradas também não era meu forte, no mais eu acho que aquele era eu mesmo.

Lembro que quando ganhei o livro fiquei olhando pra aquela capa por vários minutos, e não sei como, mas minha mãe pressentiu o que eu estava pensando naquele momento e já deu uma intimada: “Se chegar perto de algumas das minhas panelas, vai apanhar de cinto!”. Se você é um daqueles defensores que não deve bater pra educar, vai um recado, deu certo comigo, e reconheço que mereci cada uma das surras que tomei e eu nunca apanhei a toa, nunca!

Voltando ao livro, fiquei um bom tempo parado só olhando para as primeiras páginas do livro, onde aparecem vários meninos maluquinhos fazendo de um tudo, e quando comecei a ler as primeiras páginas, fiquei maravilhado com as descrições daquele menino, sentia que aquele seria o meu melhor amigo se existisse de verdade. Ao terminar de ler aquele livro coloquei como meta aprender a jogar futebol, não podia ficar pra trás nisso, se o Menino Maluquinho sabia jogar futebol, eu também precisava aprender, e com relação as varias namoradas, já tinha dado uns beijos escondidos em duas meninas: naquela tarada que já contei há um tempo atrás e na filha da madrinha do meu irmão, mas a menina que eu gostava, tinha vergonha de me aproximar, era filha da outra diretora da escola, aquela que era gêmea do meu melhor amigo, quando se é cachorro da família é difícil evoluir pra namorado, concordam?

Li aquele livro diversas outras vezes seguidamente e infelizmente nunca tive coragem pra pegar uma das panelas de mi madresita pra colocar na minha cabeça.

Anúncios