Inferno na Torre

por eduardopmorris

Tão logo fiquei sabendo que eu iria pra uma nova escola já fiquei revoltado, pois eu estaria de certa forma saindo do meu reino, não que eu mandasse na escola onde estudava, mas conhecia aquele terreno como a pequena palma da minha mão.

Não sei o porquê da mudança, mas creio que em partes seja devido ao fato que todos os meus primos que tinham a idade próxima da minha e do meu irmão já estavam lá, mas nenhum deles tinha exatamente a nossa idade então talvez eu encontrasse alguns deles no recreio, mas nada garantido!!! Outro fato que pode ter pesado muito é que minha tia caçula também dava aula nesta escola e isso poderia ser ruim, muito ruim.

Nesta nova escola estava disposto a fazer tudo que meu pai tinha me pedido, desde ficar sorrindo pra quem eu nunca vi na minha vida e até mesmo parar de aprontar. A escola era tipo 3 vezes maior que o antigo local onde eu estudei, então sai de lá sem conhecer nem metade da escola.

Primeiro dia de aula é uma merda!!! Todos te tratam diferente, a diretora veio nos conhecer, o coordenador veio nos levar pessoalmente até a sala de aula e a professora me colocou na primeira fila e na frente dela, não sei se alguém me entregou, ou se aquilo tudo era falsidade porque nos dias seguintes, o coordenador nem olhava na minha cara quando passava por mim, a diretora eu NUNCA mais vi na escola e a professora, essa me ferrou com força, pois não me deixou mudar de lugar nem por reza brava.

Não tenho muito a contar desta nova escola, o que tenho de mais interessante deixarei para o próximo conto, além dela só estudei em mais uma outra escola antes de entrar na adolescência, mas a terceira escola era publica, então lá ninguém veio me receber e nem fizeram questão que eu sentasse na primeira fila, embora eu tenha feito isso por conta própria, mas a grande diferença é que quando entrei no colégio publico eu decidi que seria o melhor da sala e isso mudou o restante da minha vida pois a partir daí eu entrei em uma tribo que estou até hoje, a tribo dos nerds!!!

Um fato que me chamou a atenção nesta segunda escola onde estudei foi a primeira conversa que tive com um aluno veterano da minha sala, ele não era veterano por ser o mais velho da turma, mas porque já estudava lá desde a pré-escola. Lá estava eu sentado na primeira fila e tentando prestar atenção no inicio da aula, quando o menino que estava ao meu lado aproveitando que a professora virou as costas me cutuca e diz:

– Vai começar o inferno na sala!

Fiquei olhando pra cara do moleque e na hora lembrei do filme que tinha passado no final de semana e se chamava “Inferno na Torre”, mas nesse filme muitas pessoas morreram queimadas, dei um sorrisinho sem graça pro psico e dei uma verificada se o caminho ate a porta estaria livre no caso de uma necessidade extrema, mas o covardão não teve coragem de fazer nada, ficou só na frase de efeito mesmo!

Não guardo muitas lembranças desta escola, lembro mais do primeiro colégio do que deste, e acho que as pessoas que lá estudaram também, pois depois de tantos anos um antigo colega de sala do primeiro colégio me achou na internet nestes sites de rede social, mas da segunda e terceira escola, nunca mais me acharam, ou nem mesmo procuraram, eu até procurei alguns, mas sinceramente, não vi motivos em voltar a ter laços com as pessoas que eu achei.

Anúncios